Adoro Boa Viagem, adoro apreciar o meu agora…

18 de janeiro de 2014 por
Publicidade

Arrecifes em Boa Viagem Muita gente fala de uma tal de, lei da gratidão que, algum ego inchado inventou, os egos adoram coisas assim, tudo que o justifique, ou que o faça ser merecedor. E com isso, o mundo inteiro acha justo meninos e meninas, passarem toda a sua juventude, correndo atrás de medalhas e troféus inúteis. E com isso em mente, elas são realmente gratos a tudo. Mas, quando alguém sente uma gratidão, muitas das vezes, ela ainda está olhando para uma dificuldade que, mesmo que ela já à tenha superado, ainda há algum tipo de “luta”, com a vibração daquela dificuldade ainda presente. E assim, a maioria delas vivem reclamando do que ganham, dos poucos patrocínios, do descaso do governo.

Já ouvi muita gente dizendo, sou grato por essa vitória, passei por momentos difíceis na minha carreira, foram anos de sofrimento, e os jornalistas ainda confirmam tudo e perguntam… E como foi passar tanto tempo sofrendo, com pessoas dizendo o tempo todo que, você não iria mais voltar? Outros ainda são bem gratos por ter a sua saúde perfeita e dizem, eu tive um câncer que me fazia muito mal… E se deixar, ela mesma passaria e muito dos 69 segundos seguidos, de muito sofrendo de novo, para se justificar curada. E isso acontece sempre, é só qualquer pessoa descrever todo esse mal que sentia antes que, voltará a sentir agora falando e revivendo, isso sem nenhuma tipo de duvida, ao ela mesma vibrar tudo aquilo de novo, ao se imaginar doente no passado que já não existe, mas que agora, se tornou novamente presente. Tudo existe no agora.

Já eu mesmo, no meu estado de apreciação, eu estou vendo o que estou olhando agora, através dos olhos da Fonte… Eu estou apreciando, toda a minha bela vida de agora. Eu posso andar por toda a orla de Boa Viagem, uma praia grande e muito linda, mas cheia de todos os tipos de; pensamentos, pessoas, coisas e eventos, como eu ando todos os dias, quando estou no Recife, com um monte de outras pessoas, ainda focadas, procurando e achando muitas e muitas razões, para elas apenas criticarem ou se preocuparem mais. Uns ainda falam mal da ciclovia, outros dos bancos que não duraram nada, outros dos cachorros na areia da praia, outros falando mal do pessoal do projeto tubarão, dos muitos ambulantes ou de qualquer outra coisa que, não os fazem se sentir bem. Mas, eu mesmo já não tenho acesso a nenhuma dessas pessoas, porque a minha vibração de apreciação, está escolhendo para mim agora, todas as coisas de uma outra vibração, de uma natureza bem diferente, agora!