Uma doença grave… O que é?

27 de junho de 2013 por
Publicidade

doutora Vejamos, se você vai a um médico ou a um exame, e vier a receber um diagnóstico que não é em nada, o que você queria ou desejaria ouvir, a tendência é você mesmo dizer: “Oh, meu Deus! Como que pude chegar a tão longe de algo que eu tanto quero?” Claro! Todos nós queremos saúde para dar e vender. Só que na verdade, nada é tão grande assim como parece, tudo é apenas uma série de pequenas coisas acumuladas por você mesmo.

É apenas as suas escolhas no seu dia a dia, em todos os seus momentos, então: “Você poderia escolher esse pensamento que o faz se sentir bem agora, ou este pensamento que não lhe faz sentir tão bem agora.

Mas, a maioria das pessoas e até mesmo você, têm desenvolvido um padrão vibracional, mais para o lado que não lhe faz se sentir bem. Já acorda de manhã cedo, ouvindo as suas rádios ou ligando a sua TV, todas prontinhas para despejar em cima de você, mais e mais noticias desagradáveis, que eles já coletaram pelo mundo, tudo para atender aos muitos e muitos pedidos emocionais das pessoas. E é lógico, para eles também terem mais e mais anunciantes de; remédios, hospitais, laboratórios e seguros, que é o que você mesmo vai precisar se continuar a agir assim. Veja você mesmo, como se tem farmácias e drogarias hoje em dia, as Upas, laboratórios e hospitais sempre todos lotados, só não ver quem não quer…

E com isso, você mesmo se coloca desde já, assim que você acorda, tudo a conspirar contra você mesmo. Porque a Lei da Atração, estará eternamente fazendo o que ela sempre faz, que é atrair coisas semelhantes, sempre trazendo; mais pensamentos, mais pessoas, mais coisas e eventos semelhantes, ao que você mesmo está emitindo agora ao Universo, pensando e sentindo.

Então, é essa sua dose diária de não estar no modo de recepção de Bem Estar, o que o mantém no modo de não permissão de tudo o que você quer, e não só de saúde, mas de tudo. Entendeu agora? Isso é tudo o que a sua doença é… Uma não permissão sua, ao seu natural fluxo diário de Bem Estar. Então, pare de ser apenas um observador reagente dos contrastes e se torne um cocriador de tudo que você mesmo quer, num mundo maravilhoso de Bem Estar.