O desejo e as religiões…

8 de abril de 2013 por
Publicidade

Uma amiga me perguntou… Billy, o que você me diz a respeito daquelas pessoas que, entregaram suas vidas a Jesus Cristo e, deixaram de ser viciadas, tiveram suas vidas restauradas, curaram doenças, várias pessoas, famosas ou não, dão testemunhos todos os dias, quem é esse Jesus? A energia que cria mundos? Você acredita na ressurreição de Jesus e, que ele morreu na cruz por todos nós? Parece que algumas pessoas precisam ainda de intermediários para se chegar à fonte e que mal há nisso?

Respondendo as suas perguntas, baseado no que eu mesmo acredito hoje, todas as pessoas já nascem aqui nesse planeta Terra, com uma tríade de intenções; liberdade, felicidade e expansão. Isso é inerente a própria vida. Tudo o que fazemos na vida é para cumprir e sentir essa tríade de intenções, dia a dia. Nós os humanos que definimos tudo, inclusive o que é bom ou o que é mal. Mas, na realidade tudo nesse Universo é sem nenhuma definição. Tudo é totalmente neutro.

Então, devido a essa tríade inerente a vida, tudo o que se faz, tem como um fim, buscar mais felicidade, liberdade e expansão em tudo, não importando se é o Fernandinho Beira Mar ou o Fernando Collor, um buscou o crime para ser mais feliz, o outro focou na política para também tentar ser mais feliz… Felicidade é o que todo mundo procura…

Toda pessoa que é viciada em alguma coisa qualquer que, não seja a sua própria alegria espontânea, pela sua liberdade total e a sua própria expansão, ela mesma é uma pessoa totalmente insegura e mais ainda, ela é uma pessoa muito resistente ao seu próprio Bem Estar que lhe é natural.

Então elas primeiro se entregam ao que elas mesmas mais observam no seu dia a dia e, alguns voltam suas vidas para o crime, as drogas, depois só trocam de drogas, se entregam para as religiões, que também é uma espécie de droga que, lhe deixa dependente e, é ainda pior, ela te vicia pelo medo, não pela sua alegria. É o medo de voltar para as drogas, de ter grandes desejos, de se sentir só, de não ter outra coisa pra fazer e por ai vai…

Vida restaurada é um termo falso, ninguém é restaurado, isso é um termo muito usado, por pessoas ignorantes em como realmente a vida é. Ela simplesmente esteve escolhendo experimentar uma coisa, e isso também não está errado, nem é mal, ela simplesmente estava experimentando deixar de ser muito resistente ao seu próprio Bem Estar natural, de uma maneira rápida e não natural, usando drogas. Sem saber que ela mesma poderia fazer a sua própria jornada emocional, fechar suas lacunas emocionais naturalmente… O que é também um direito de liberdade dela. Os nossos maiores ídolos de todas as gerações, de nós, pessoas comuns, foram ou ainda são os drogados e, de todo os tipos de drogas.

Quanto às pessoas doentes… O que é uma doença? É apenas uma resposta a resistência ao seu próprio fluxo de Bem Estar que, uma pessoa qualquer cria, ao se sentir mal, criando um simples mal estar, um pequeno desconforto e, em vez de procurar um alivio imediato, pensando e sentindo, em razões para se sentir bem, ela logo toma uma droga qualquer, um analgésico e, continua a pensar mais e a fazer mais, daquilo que criou o seu próprio mal estar, o seu desconforto, e fazem isso por alguns dias, às vezes por meses, então essa sua resistência ao seu natural Bem Estar, vira uma doença qualquer, até um câncer. O stress é apontado como o maior catalisador de doenças…

E se a pessoa em vez de olhar só para a sua doença, passando agora, a focar no desejo que nasce desse contraste… Em ser saudável. Se ela se foca na doença, ela só agrava ainda mais. Então, muitas pessoas usam a droga religião, para parar de pensar na doença, fizeram a sua auto cura. Mas, ficam totalmente viciados na religião, e deixam de viver a plenitude da vida.

Jesus é uma historia como todas as outras que foram pensadas, todas elas existem, porém essa é um tanto confusa, cheio de interpretações, já que foi criada por vários homens. E essa historia também foi implantada a base de muito sangue derramado nas guerras santas, ou você acreditava ou morria. Muita gente tinha de acreditar até que a Terra era quadrada. Veja que Jesus mesmo, nunca escreveu uma só linha, um só versículo, toda a sua historia foi escrita e contada, apenas depois de 60 anos da sua morte, além disso, quem realmente escolheu o que seria a bíblia dos Cristãos, a que todo mundo lê hoje, era um declarado adorador do Sol, o Imperador Constantino, que foi o primeiro Imperador Cristão e, que antes de morrer, pediu e teve sua cerimónia dos adoradores do Sol.

Eu já estive em várias religiões cristãs em minha vida e, passei anos praticando e estudando o budismo, e hoje eu acredito que, ninguém realmente precisa de intermediários, isso é apenas uma crença criada pelas próprias religiões, para catalisar e alimentar ainda mais a insegurança que as próprias pessoas têm; ao novo, a vida, a prosperidade e a expansão, apenas´para se manterem como seus guias, se locupletando de suas energias, de suas posses e de suas criações.