O desejo, e a incoerência das nossas crenças…

31 de janeiro de 2013 por
Publicidade

Todas as nossas crenças, tudo aquilo que repetimos desde pequenos, a maioria daquilo que os nossos pais ainda repetem e acreditam até hoje. Todas essas crenças vieram de nossas religiões e de suas escolas, que nos fizeram repetir coisas e coisas, muitas e muitas vezes, e sutilmente e simultâneamente, as envolvendo em fortes emoções, para que, elas se tornassem crenças dominantes em nos que, a repetimos sistematicamente. Somos seres formados por habitos. Só que a maioria dessas crenças, são completamente limitantes, elas nos jogam para fora da nossa inerente tríade de intenções; liberdade, felicidade e expansão. E isso é completamente incoerente com o principio da vida, com tudo aquilo que chama a energia da vida, da Fonte de energia do Bem Estar que cria mundos, para fomentar ainda mais a própria vida, que é; desejar, permitir e realizar.

Então, do ponto de vista físico, do acumulo de toda essa informação feita pelo nosso cérebro humano, a maioria de nós acredita que, as nossas crenças são as únicas corretas, e que, se discordamos de alguém, então esse alguém ou todos os outros que, também pensam diferente de nós, devem estar completamente errados. Mas do ponto de vista não físico, do meu “eu interior”, nada é visto como certo ou errado. Ele é visto apenas como uma poderosa diversidade que existe nesse mundo de contrastes que, apenas estimulam ainda mais o pensamento, para mais novos desejos, e dessa perspectiva não física, eu gosto muito dessa diversidade. Porque é ela quem garante a minha; liberdade, felicidade e toda a expansão, inclusive a do Universo.