A hora é essa, chega de ser humilde… Eu sou um Ser iluminado…

20 de outubro de 2012 por
Publicidade

Este é um tempo para grandes desejos, é a hora de eu mesmo permitir que todas as coisas que eu mais quero, que venham pra mim, estou em um tempo de muito conhecimento, nunca um ser humano teve tanto conhecimento em suas próprias mãos, como eu mesmo tenho hoje, sou muito feliz por tudo o que tenho, e por tudo o que eu já realizei, adoro minha vida, a minha mulher, adoro meus filhos, meus netos, todos os meus amigos, e estou muito feliz pelo meus brinquedinhos de criança grande que tenho; meu iPhone, minha Internet a cabo, minha rede social dos desejos, e acima de tudo, por estar nesse tempo de; contentamento, satisfação, paz, alegria, exaltação e, inclusive, êxtase.

No passado, não muito distante, meus desejos não eram atendidos tão rápidos como agora, levava muito mais tempo. Então, chegou a hora de eu realmente viver essa experiência maravilhosa, de estar aqui nesse momento fantástico, de começar a praticar muito mais a minha real capacidade de criar, e isso, mais e mais deliberadamente. É a hora de eu mesmo parar de querer ser humilde e reconhecer que, cada desejo que se realiza agora, seja ele o que eu mais quero ou o que, eu mesmo jamais quis ter na vida. Todos eles são fruto exclusivo dos meus pensamentos. Eu cheguei a tudo isso por meio do poder do meu próprio pensamento. E ponto final.

É a hora de parar de ser um mero seguidor qualquer, de ser um discípulo de Buda, de Cristo ou de qual divindade que já me foi apresentada, e a hora de mostrar a minha cara. É a hora de dizer com todas as letras… Eu sou um criador magnifico, cheguei a isso por meio exclusivo, das Leis Universais do processo criativo, da poderosa Lei da Atração. Sou o único criador da minha própria realidade. Sou eu mesmo que estou fazendo tudo isso, aqui e agora e, isso é bom.

Jamais voltarei a culpar alguém, ou me sentir inferior, um servo, um discípulo qualquer. Eu sou o único responsável por tudo em minha vida. Nada acontece sem a minha total permissão. Eu admito que tudo, tudo mesmo, todas as coisas boas e todas as cagadas. Toda essa criação é de minha exclusiva autoria, somente eu, tenho o poder para isso. E eu só estou realmente no controle de minha vida hoje, agora, nesse exato momento. Porque eu mesmo parei de culpar os outros, por tudo o que aconteceu comigo. De bom ou de ruim. E só em pensar, de saber disso, eu já sinto um êxtase enorme. Porque esse é o meu verdadeiro poder.