Encontrando um meio simples de permitir tudo em minha vida…

27 de setembro de 2012 por
Publicidade

Hoje eu olho para esse mesmo mundo ao meu redor, e já não me preocupo, com mais nada, eu apenas celebro de verdade, essa sua beleza em todos os meus momentos, seja em casa, seja na praia, seja nas estradas ou até o vendo lá de cima, ao voar por esse pais maravilhoso.

Olho para a minha vida agora e, já não me preocupo com absolutamente nada, eu apenas festejo cada coisa bela que eu possa apreciar, e me divirto muito com isso, com essa abundância de coisas, tudo ali, para eu mesmo, apenas escolher, permitir e experimentar.

Eu olho para o meu próprio corpo e jamais fico grelado com a minha barriga ou com os quilinhos a mais que, eu mesmo adquiri nestes últimos anos. Porque eu me gosto, do jeito que eu sou…

E eu olho para mim mesmo no espelho, seja no banheiro, no elevador ou até numa foto que eu vivo tirando com meu iPhone, e me adoro. E quanto mais eu mesmo me aprecio, esse corpo que é meu, aqui e agora. Então, eu mesmo dissolvo, mais rapidamente, quaisquer tipo de resistência que, estava me mantendo separado das muitas coisas que eu mesmo, ainda quero muito experimentar.

Esta é a fórmula mágica que todas as pessoas andam procurando. Este é o segredo para o meu alinhamento visceral. Esta é a chave para a minha permissão de tudo que eu mais quero.

É a chave para que eu mesmo consiga tudo o que tanto mais quero nessa vida. É a chave para a minha abundância, minha prosperidade e minha expansão em todos os sentidos. É a chave para eu mesmo me recarregar da energia pura do Bem Estar.

É também a chave para a minha vitalidade. É a chave para a minha flexibilidade. É a chave para o meu próprio Bem Estar. Essa é a chave para eu ter o acesso, a todas as coisas que me faça sentir ainda melhor.

Se em toda a oportunidade que eu mesmo encontrar, se eu olhar para onde eu me encontro agora, fazendo o melhor que eu puder, para apenas suavizar ainda mais as coisas e passar a apreciar mais a mim mesmo, aqui e agora. Eu assim estarei dando permissão para que o meu próprio “eu interior”, me inunde de mais bons sentimentos, pois é assim que ele sempre me vê e me admira.