Se eu mereço… Você também merece…

11 de abril de 2012 por
Publicidade

Eu realmente mereço tudo o que eu já desejei nessa minha vida, e com toda a certeza, tudo o que eu ainda vou desejar. E eu tenho mais que certeza, eu tenho toda a confiança do mundo de que, tudo isso que eu já desejei, já é meu. E realmente é meu!

Eu só preciso deixar com que todas as “Fadas do Universo” possam vir me ajudar aqui e agora. Porque a vida é um verdadeiro conto de fadas, cada um pode contar a sua própria historia, porem eu jamais poderei fazer isso, fazendo coisas ou vivenciando apenas as historias dos outros. Eu só posso fazer isso, pensando e sentindo a minha própria historia melhorada de vida. O meu fazer é só para eu mesmo, me divertir mais e muito…

E agora eu sei muito bem que, apenas tenho que parar urgentemente, de colocar tanta responsabilidade sobre os meus ombros. Eu nunca precisei e jamais vou precisar querer saber; o como, quando e onde tudo isso virá pra mim, porque meu cérebro nunca foi feito para isso, a própria ciência moderna, só sabe mostar ou provar, como algo já foi feito e nunca como ainda será feito.

Tudo de novo, tudo o que ainda não existe, vem do nada na cabeça de alguém que apenas deseja. Então eu só preciso mesmo é viver a vida alegremente, pensando e sentindo, e assim, ser feliz pra sempre.

Basta eu mesmo passar a encurtar cada vez mais a fenda, as lacunas que existem nesse mundo maravilhoso de; tempo, espaço e inclusão, de onde eu estou aqui e agora e o aonde eu quero muito estar e ser. E eu devo me divertir muito ao fazer isso, em cada assunto focado, em cada tema importante pra mim mesmo, em tudo que eu mesmo achar que, é o mais importante pra mim experimentar, e isso sempre tem que ser agora, agora, agora, agora e agora!

Eu realmente nasci para aproveitar as deliciosas ondas da vida. Eu só preciso colher os frutos de tudo o que eu já criei pensando e sentindo… Eu simplesmente não tenho que ser aquele que, precisa ficar fazendo mais e mais coisas físicamente, para então merecer o que quero ou ficar me justificando.

Eu posso simplesmente ver a vida como num “Grande Self Service”. E pular essa tarefa de ficar fazendo mil coisas para quem sabe o que… Eu só preciso escolher e colher, apenas o que quero, saborear os frutos de todas as coisas que eu já criei e que eu realmente quero. “Oh, que deliciosas frutas tem o nordeste. Caramba! Como é delicioso andar de Jet Ski. E ficar nesse Risot é ainda mais delicioso. Que maravilha é essa praia, esta viagem então… Está fantástica, como deliciosa a vida, esta”.

Em outras palavras, tudo está sempre pronto e mais do que certo, para me fazer ainda mais feliz, tudo está mais que perfeito, para que eu mesmo possa recebê-lo tão rápido e tão logo quanto eu mesmo possa deixá-los fluir facilmente, apenas permitíndo, tudo entrar vibracionalmente em minha vida.