Crenças limitantes…

18 de novembro de 2011 por
Publicidade

Alguém perguntou sobre isso recentemente: Existe alguma limitação para a capacidade do corpo humano em se curar de alguma doença grave como o cancer? E a resposta coreta é: “Nenhuma, excepto a crença de que você espera.” Então ele disse, você sempre fala que todos nós podemos tudo, que podemos Ser, Ter e Fazer tudo o que realmente desejarmos: “Então por que não crescem nas pessoas novos membros?” E a resposta é: “Porque ninguém acredita realmente que elas mesmas poderiam realizar e esperar por isso”.

O desejo sempre perde para uma crença, e se a sua crença dominante for limitante, ela te limita quase em tudo, para isso que foram criadas as muitas e muitas religiões, e é também para isso que as religiões criaram as escolas e as faculdades, para te fazer acreditar em crenças limitantes, crenças que apenas supram as necessidades de quem as criou.

Se ao nascer eu tivesse a minha liberdade assegurada, a minha felicidade incentivada e um exemplo de visão da infinita expansão, eu não seria tão limitado como ainda sou hoje.

Mas, ao invés de me ensinarem que eu poderia tudo, que eu poderia; Ser, Ter ou Fazer qualquer coisa, já no berço, tentaram me dizer; isso pode, isso não pode, depois veio as limitações de minha felicidade, desde pequeno, ao desejar alguma coisa qualquer, que poderia ser até um pequeno pedaço de bolo, se ao invés de ouvir que não tem, eu ouvisse… Eu também adoro esse bolo, já sinto o cheirinho gostoso dele, umm! Que delicia esse sabor, a minha boca está em festa, vai imaginando ele que nos damos um jeito nisso… Eu com certeza não choraria pela atençâo que eu recebi, pelo carinho dispensado ao meu desejo e com certeza antes que o bolo viesse, eu já estaria desejando outra coisa e até me assustaria com o bolo.

Quantas vezes eu ouvi de um dos meus três filhos, um desejo qualquer, como comer um risólis de palmito, e envez de dizer que não, sai e peguei meu carro e fui em busca do seu desejo e ao chegar em casa com o que ele queria, ele nem lembrava mais que tinha desejado aquilo, só que com isso eu dei um exemplo de que nada é impossivel. Geralmente os homens só fazem isso para mulheres gravidas.

Se na escola, eu apenas tivesse aprendido a ler, escrever e somar, e que eu passasse a maior parte do tempo desenvolvendo minha capacidade de imaginar, de contar historias melhorada de minha própria vida, de como eu gostaria de viver agora e no futuro, e que eu fosse incentivado a só querer aprender o que eu quisesse aprender, e não tantas historias mal contadas de outras pessoas, com certeza eu ou qualquer outra criança que tivesse tido esse tipo de ensino, hoje seriamos considerados gênios inventivos, porque na realidade é isso que realmente somos.

Todos nós, só fomos ensinados a esquecer a isso, o que seria o melhor que poderia nos incentivar, a sermos eximios criadores deliberados, mas, ao invés disso… Nós entupiram de crenças limitantes, e ainda incultiram na maioria das pessoas uma das piores, e que ainda hoje é disseminada, a sindrome do eficiênte perfeccionista, as crianças aprendem que só tem um caminho para a felicidade e que todas as outras possibilidades lhe trarão só infelicidade.

Somos todos magnificos criadores e podemos tudo, essa é a verdade.