Nunca tente recriar experiências de pico.

14 de novembro de 2011 por
Publicidade

O que eu chamo de experiências de pico é aquela coisa que eu mesmo já senti várias e várias vezes quando: Eu ganhei aquela mina maravilhosa que nem eu mesmo acreditava, quando comprei meu primeiro carro importado, quando casei com a mulher mais linda da minha cidade, quando tive aqueles orgasmos maravilhosos, quando tive minha primeira filha, quando me vi com três filhos lindos, quando consegui realizar meu primeiro grande evento, quando criei o primeiro jornal de classificados grátis do Brasil, quando criei o primeiro supermercado de moda intima do mundo, quando mudei a economia de uma cidade inteira, quando ganhei o meu primeiro milhão de reais, quando desfilei pela primeira vez numa escola de samba no Rio, quando brinquei minha primeira micareta, quando andei no meu primeiro Jet Ski, quando pulei de Asa Delta pela primeira vez, quando caçei pela primeira vez no Amazonas, nas vezes que tomei banho num rio rodeado de piranhas, quando peguei meu primeiro peixe de 120 kilos, quando me deparei no meio de uma aldeia indigene, quando tive minha primeira experiencia com um chá alucinógeno ou até mesmo quando já fiquei doidão algumas vezes.

Mas, lembre-se que todos os viciados em drogas, querem recriar essas sensações maravilhosas artificialmente quase que todo dia, então eles se viciam e ficam sempre sendo manipulados por algumas poucas pessoas, muitos ao tentar recriar essas experiências de pico artificialmente, quase sempre batem as botas e voltam a ser pura energia de novo como: Elis, Cazuza, Tim Maia, Cassia Eller e uma infinidade de outros que já se foram ou os que ficam ainda por aqui passando vexame como: Ronaldo fenômeno, Vera Ficher, Fabio Assunção e muitos outros.

Em vez disso, apenas aceite-as, e quando elas pintarem no pedaço, vejá-as como um dom, como uma coisa boa que elas realmente são, e procure não se abater ou ficar deprimido por não ser capaz de ficar lá, por mais tempo. Porque se você ficar lá por longos periodos, elas não seriam experiências de pico. Eles seriam normais, aquela coisa de todos os dias e ai sim, seria um tédio experimentá-las.

Então amigo, quando pintar naturalmente, saboreie essas experiências de pico e elogie a si mesmo pela sua obtenção delas, e espere por mais delas, e deixar tudo o mais fora da equação.