Esse trecho mostra como a sociedade vê a realidade e está completamente iludida…

28 de agosto de 2011 por
Publicidade

Os homens e seus ídolos

“Existe algo na natureza humana que nos leva a querer derrubar os ídolos que nós mesmos ajudamos a criar. Insistimos em exaltar aqueles que admiramos bem além da realidade de suas virtudes e depois, como se ressentidos pelas alturas às quais os fizemos chegar, sentimos necessidade de trazê-los para baixo de novo. Talvez faça parte da nossa natureza destruir nossos ídolos, mas essa mesma natureza nos faz também desejar ter sempre alguma coisa elevada para admirar.”

O trecho acima foi escrito por Kenneth Slawenski, na biografia de J.D. Salinger

Recentemente uma entrevista de Gianecchini no “Estadão” ele disse algo como “fui achincalhado pela mídia”, talvez pelo público, sei lá. Por conta do casamento com uma mulher famosa e mais velha, pelas discussões em torno de meu talento não reconhecido por muita gente, enfim, de fato fui muuuuito atacado. E acho que injustamente.

Só que na realidade, ninguém derruba ninguém, podemos sim, influenciar pessoas a subirem ou a descerem nas suas emoções, o que as fazem serem ídolos, é a sua exclusiva felicidade no que elas mesmas fazem, e a nossa felicidade que emitimos ao focar nessa pessoa em algum momento por um curto espaço de tempo, apenas o ajuda a ficar mais tempo no seu vórtice, porém, mesmo que eles continuem a serem felizes no que fazem, é impossível manter-nos só focados neles, pois temos inúmeras coisas para nos focar, e quando eles sentem a falta do nosso foco, se sentem mal, e por isso atraem coisas negativas.

Elas precisam aprender a se manter no seu vórtice por si só, e isso se faz se mantendo feliz no que faz a todo o momento, assim de vez enquanto atrairão novamente nosso foco que o ajudará a se manter mais tempo fisicamente no seu vórtice criativo.