Arquivo de março de 2011

Pare de arrumar desculpas para não se sentir bem…

- segunda-feira, 28 de março de 2011

Eu me recordo que desde pequeno eu ter dito isso um dia para minha mãe e para o meu pai, eu não dependo de vocês para ser feliz, e foi isso que eu fiz ao sair de casa aos treze anos, também quando eu me separei da mãe dos meus três primeiros filhos, eu disse a mesma coisa para cada um dos meus filhos, não dependa de ninguém para ser feliz, ser feliz é somente com você e você e mais ninguém.

Depois de muitos anos sendo chamado por alguns de egoísta, eu encontrei os livros dos Abraham que nos relembra exatamente isso, que devemos ser sim egoístas em querer primeiro a nossa própria felicidade, porque se eu não for feliz, não terei nada de bom pra dar pra ninguém, principalmente pra quem eu amo e que nem adianta e muito menos funciona eu ser infeliz pra fazer você ou alguém feliz, por que se eu fizer isso eu apenas terei te ensinado mais uma falsa premissa que só fará você ser infeliz, porque você vai achar que todo mundo tem a obrigação de te fazer feliz, e na vida não é assim que as coisas funcionam.

Diga a todos a quem você conhece: “Minha felicidade depende exclusivamente de mim, você está fora disso.” E então demonstre isso. Seja muito feliz, não importa o que os outros estejam fazendo. Pratique sentir-se bem, não importando com o quê ou com quem. E antes que você tome conhecimento, você não dará a mais ninguém o poder ou a responsabilidade por como você se sente, e então você poderá amar a todos.

Porque a única razão pela qual você não os ama de verdade é porque você só está usando-os como mais uma de suas desculpas esfarrapadas para ainda não se sentir bem.

17 SEGUNDOS COM MEU VERDADEIRO DESEJO

- segunda-feira, 28 de março de 2011

Você já notou que, com bastante freqüência, ao viver um pouco do que você realmente não quer, você atinge uma clareza bem maior e então acaba mesmo por chegar a uma conclusão seguida de uma poderosa decisão sobre o que realmente quer?

Quando compreendemos que a decisão provém sempre de um simples contraste, então entendemos porque esse contraste é muito valioso, pois ele é essencial para se chegar a uma sabia decisão.

Somos criadores e esse criador é simplesmente alguém que dá a sua atenção ou se concentra em algo, e toda a criação diz respeito a se concentrar energias.

Eis o que é criar: experienciar ou vivenciar é dar a sua poderosa atenção a algo.
Seja o que for a que eu estiver dando a minha atenção, esse objeto possui sua própria vibração.
Tudo o que estou vivendo, tudo o que estou observando, tudo ao que estou dando a minha poderosa atenção , inclui-se em minha vibração e, à medida que dou minha atenção a isso, essa vibração se reflete em minha própria vibração e à medida que essa vibração se reflete em minha vibração, ela se torna parte de meu ponto de atração.

O processo criativo é simplesmente isto: identificar o meu objeto de desejo, o que significa simplesmente eu tomar uma rápida decisão, e então entrar em harmonia vibracional que corresponda a essa decisão.
Agora, isso parece bem mais simples, mas a maioria das pessoas não consegue completar uma única frase sem contradizer seu próprio desejo.

As pessoas dizem; eu quero mais dinheiro. Estou tão cansado da luta.” Ou dizem: “Quero ter saúde, mas tenho medo de ficar doente.” Ou: “Quero ter saúde, mas esta doença é assustadora.”

Ou seja, estão oferecendo seu desejo e, logo em seguida, estão oferecendo uma afirmação contraditória, sem nunca compreender que em ambas existem apenas uma vibração à qual o universo está respondendo a cada segundo.

O universo não está respondendo às minhas palavras.
Está respondendo às minhas vibrações, e eu sei qual é a minha vibração pelo modo como eu me sinto.

Quando estou sentindo alegria e grande contentamento, quando estou sentindo felicidade ou amor, estou em perfeita harmonia vibracional com a Fonte e todos os recursos para a realização dos meus desejos.

Mas quando sinto raiva, frustração, medo ou culpa ou quaisquer uma das emoções negativas, mesmo sem querer sentir isso, e que eu estou dando a minha atenção a algo que vibra de forma muito diferente do meu próprio desejo, e acabo por incluir essa vibração inferior e lenta, mesclando-a, incluindo-a ao meu desejo, criando desarmonia e vivenciando situações negativas.

Eu posso sempre perceber, pela maneira como eu me sinto, em que grau estou correspondendo a vibração ao meu próprio desejo.

Já ouviram a expressão: “rezem com um coração puro”?
Quando o meu desejo corresponde em termos vibratórios com o meu pensamento, então minha vibração é pura e o universo deverá me entregar o que desejei.

Mas se estou rezando por algo que não possuo, e as minhas orações forem chorosas ou assustadas, agora eu não estou correspondendo vibracionalmente com o meu próprio desejo e não há nenhuma maneira de o universo me entregar o que estou pedindo.

A maioria de nós, esta quase sempre observando e não visualizando, mas, podemos fazer algumas coisas que podem direcionar com mais deliberação os nossos pensamentos.

É muito importante descobrir a vibração do meu desejo e mantê-lo por pelo menos 17 segundos, pois esses 17 segundos é o ponto de combustão.

Se formos capazes de manter um pensamento com pureza, sem contradizê-lo, por 17 segundos (um pequeno pensamento qualquer não importa qual) então, pela lei da atração, outro pensamento igual se reunirá a ele, porque um atraiu o outro.

Segundo a lei da atração, os iguais se atraem, ao se juntarem, há uma combustão que se soma a esses pensamentos de vibração inferior e lenta, obtendo ( um outro) pensamento com uma freqüência mais elevada e rápida.

Então, agora eu possuo um pensamento muito mais evoluído. Trata-se de um pensamento maior (mais puro) porque dois pensamentos se reuniram, e vibram a uma freqüência bem mais elevada.

Se eu conseguir então manter esse pensamento mais evoluído por mais 17 segundos, outro pensamento igual se reunirá a ele, e então ocorre mais um ponto de combustão, quando esse pensamento agora se torna mais forte. (mais puro).

Mantendo meu pensamento por 17 segundos, então outro pensamento se reunirá a ele e se eu consigo fazer isso de modo a ultrapassar o ponto de 68 segundos, eu terei mantido o meu pensamento em forma suficientemente pura, permitindo agora a iminência da manifestação física.

Esses 17 segundos de pensamento puro, o que significa apenas pensamento que não se contradizem, equivalem a duas mil horas de ação. Para as pessoas que tem um emprego normal, com 44 horas semanais de trabalho, isso é mais ou menos o que se trabalha em um ano inteiro.

Se eu conseguir ultrapassar a marca de 34 segundos, agora posso multiplicar o seu equivalente em ação por dez. Trinta e quatro segundos de pensamento concentrado equivalem a 20 mil horas de ação.

Se eu conseguir manter esse ritmo pelo terceiro intervalo de 17 segundos, ultrapassando a marca de 51 segundos, de modo que possa receber a combustão novamente, poderá multiplicar por dez mais uma vez. Isso equivale a 200 mil horas de ação.

Se eu conseguir manter essa atitude por 68 segundos, sem contradizer a minha vibração, poderei novamente multiplicar por dez. Isso dá mais de dois milhões de horas de ação.

Precisamos reconhecer que nós somos o centro do universo, exatamente como os Abraham nos disseram, mas que nunca acreditamos.

Nós somos um centro vibrante ao qual tudo reage, e a razão de ainda não termos experimentado mais controle em nossas próprias experiências é que nós ainda não assumimos o controle dos nossos próprios pensamentos.

Não é que os meus pensamentos sejam totalmente inadequados, é que, com muita frequência os meus pensamentos se contradizem.

Todos nós estamos querendo aprender a fazer o que for preciso para conseguir manifestar uma parcela maior do que nós estamos querendo em nossa experiência.

E isso é muito bom. È maravilhoso manifestar tudo o que nós queremos. Mas, é preciso entender que a manifestação física não é aquele acontecimento tão grandioso que todos nós pensamos.

A manifestação física é o meio pelo qual nós compreendemos como alinhar a nossa energia, só isso, mais nada.

A manifestação é a minha pista, o meu sinal ou meu símbolo, mostrando-me o que eu estou mantendo em minha vibração, mas o acontecimento principal é a minha vibração.

Porque é a minha vibração o que eu sinto a todo o momento.
É isso que é a vida!

Há todos os tipos de explicações inventadas pelas pessoas no decorrer dos anos para explicar porque elas não tem controle sobre a sua experiência física.

Mas existe apenas uma razão pela qual alguém nunca consegue o que deseja, é porque essa pessoa está mantendo seus desejos (pensar+sentir ) desalinhados em sua própria vibração, e o Universo está sempre fazendo combinações perfeitas.

O que eu penso e sinto é o que eu sempre obtenho, e isso é realmente uma combinação perfeita.
Frequentemente vejo muitas pessoas desejando por algo existente fora de suas experiências, embora elas não estejam se divertindo muito agora e, ainda assim, a sua vida é feita do seu agora. E o que virá de fora para sua experiência será um reflexo absolutamente perfeito de como estão se sentindo agora.

Eu nunca serei capaz de conseguir o que eu realmente quero se eu estiver incomodado e irritado agora, por não possuir algo que “está fora da minha experiência.” Isso não é um jogo.

Eu preciso, no meu presente, sentir a alegria de seja lá o que for que eu deseje, e ao harmonizar agora a vibração desse meu desejo, então, em meu presente, me sentirei bem, e meu desejo pode então chegar a mim com total fácilidade.

A energia não-física, a energia que cria mundos, flui para e através de mim sempre! E quando eu tomo as minhas decisões para as quais eu envio a minha energia, eu estou mais vivos do que nunca. A energia está sempre disponível, esperando pela minha atenção, escolha e decisão.

Se eu não tiver algo a dar a minha total atenção, se não houver algo que me prenda o interesse, então a força, a energia vital não tem motivos para fluir por meu corpo, o que me torna mais fraco, entediado e cansado.

Alinhar a minha energia é eu segurar um objeto de atenção por aqueles míseros primeiros 17 segundos, de modo que eu possa colocá-lo a entrar em combustão no meu pensamento.

Alguém sempre pergunta: Por que 17 segundos? “Porque sim.” Sei que essa é a resposta que todos adoram.
Da mesma maneira que a água ferve a certa temperatura, 17 segundos é o ponto de combustão do pensamento segundo os Abraham.

Imaginem que você esteja querendo fazer uma xícara gostosa de chá quente, então você acende o fogo sob sua chaleira. E pouco antes de a água ferver, você o desliga. Então o acende de novo e então pouco antes da água ferver, você o apaga. E então você diz: “Estou tentando fazer uma xícara de chá há um ano”, sacou? “Apenas deixe o fogo ligado! É só isso que têm a fazer.”

Apenas temos de encontrar pensamentos que nos façam manter vibracionalmente aceso o nosso “fogo de energia,” é só isso.

Porque eu larguei o Budismo?

- domingo, 27 de março de 2011

Porque você largou o Budismo?

Muita gente me faz essa mesma pergunta até hoje.

Eu queria encontrar a minha própria filosofia de vida, e que fosse bem mais fácil, para então eu poder através do meu simples exemplo, poder fazer mais e mais pessoas desejarem também ser realmente livres, felizes e prósperas de verdade em todos os sentidos.

E o que eu senti ao rever anos e anos de Budismo é que a organização BSGI estava crescendo, mas, as pessoas estavam na mesma vivencia de desejar e não realizar a sua tão desejada revolução humana, que era o seu objetivo original.

Tenho amigos que tem um conhecimento enorme sobre as escrituras budistas, mas, sua vida é a mesma que eu conheci há trinta anos atrás, ele tem um cargo importante na organização, mas, moram nas suas casas velhas, a maioria ainda alugada, continuam desejando uma casa nova, como eu sei? Eu percebia nos olhos deles quando eles se emocionavam em ver a minha casa nova e eu via nos seus olhos um pedido, um desejo, eles apreciavam, eles elogiavam tanto que até eu mesmo ficava sem graça, mas, saiam dali já pensando apenas no como, onde ou no porque que apenas eu consegui.

Eles vibravam alguns minutos o seu desejo e voltavam a apenas pensar na falta do seu desejo, em como conseguir aquilo também.

Eles continuam a fazer o seu gongyo da manhã e a noite, fazem mais uma hora de Daimoku, recitam um mantra por horas para a realização de seus objetivos, depois continuam o resto do dia se sentindo mal em não ter o que desejam.

Eles dizem que o Gohonzon verdadeiro é o que está dentro de cada ser humano, e por isso só podemos dar a ele o melhor, constroem com suas contribuições financeiras Centro Culturais maravilhosos, coisa de primeiro mundo, mas, a sua casa continua a mesma, sua vida continua na mesma, você só vê o brilho nos seus olhos ao estarem no Centro Cultural ou ao focarem num desejo realizado de uma outra pessoa.

Saem dali na mesma luta diária, e dizem que gostam de lutar, e hoje eu sei que o esforço só é preciso apenas quando estamos encontrando resistências ao que nos queremos de verdade, e isso nunca me leva a uma realização.

Pensamento puro

- domingo, 27 de março de 2011

As pessoas sempre fazem a mesma pergunta, como posso conseguir ficar os 17 segundos ou os tão falados 68 segundos envolvidos num só pensamento sem nenhuma contradição?

Imagine que estou ai do seu lado e você me conta que sonha em ter um filho, um bebê lindo. Então eu pergunto, ‘menina ou menino?’ E você me responde toda animada que tanto faz. E eu continuo, ‘Qual a cor dos olhos que você prefere? E os cabelos? E se for um pestinha? E como acha que ele será? O que você vai ensinar pra ele? E depois que ele crescer, como você acha que vai ser? Vai levar ele para conhecer o Brasil? Vai ser mesmo amiga dele pro que der e vier?

Percebe? Enquanto você está respondendo a estas perguntas o seu foco está no seu desejo de ter um filho, nas coisas boas que irá realmente viver, curtir, percebe que tudo é um vislumbre?
E então, a sua vibração é mantida assim, sem pensar na falta que esse filho lhe trás.

Vibração pura é você apenas pensar no seu bem estar, sem se contaminar com nada de ruim criado por você mesma na preocupação gerada exclusivamente na sua cabeça, é a sua vibração positiva, sem nenhuma dúvida, crítica ou opinião negativa, enfim, sem nenhum contratempo!

O que eu vim fazer aqui neste planeta Terra?

- domingo, 27 de março de 2011

O que realmente eu vim fazer aqui?

Eu não vim para este tempo/espaço físico para provar nada a ninguém, nem provar seu valor ou deixar a minha marca. Eu vim por causa da absoluta exuberância que é a vida. “Vim para está experiência física coletar dados do meu tempo e espaço.

Então vou me permitir ser orientado apenas pelo meu Eu interior. Vou procurar por coisas para apreciar e que elas me façam vibrar em harmonia com minha perspectiva maior. E ao eu atingir esta iluminação, ou visão clara, serei um funil que permite vir, para este tempo/espaço, a pura e positiva energia que cria mundos.

A base da minha vida é liberdade.
O objetivo da minha vida é felicidade.
O resultado da minha vida é a expansão.

Como educar uma criança no mundo atual repleto de mudanças?

- domingo, 27 de março de 2011

Eu devo somente amá-la, ou devo me preocupar com ela?

Você não pode apreciar alguma coisa e evitá-la ao mesmo tempo. Amar é apreciar e preocupar-se é evitar dar seu amor de imediato, e em vez disso você mesmo está criando o que não deseja pra ela.

Nenhuma mãe ou pai jamais poderá amar seu filho e preocupar-se com ele ao mesmo tempo; são vibrações completamente contrárias.

Você quer orientá-lo ou controlá-lo?

Se tentar guiar seu filho ou filha de qualquer outra forma que não seja pelo seu próprio exemplo, você cai sempre na categoria do controle.

Se você diz: “É isto o que eu descobri, e é bom para mim, experimente se você quiser.” Isto é sim é orientar.

Agora se você diz: “É isto o que eu vivi e descobri, e o que é bom para mim, tem que ser bom pra você e se você não seguir vai ter muitos problemas”, isto é um controle total e brutal.

Decisões pelos filhos

Nos, os pais, nunca queremos que nossos filhos tomem decisões erradas, que sofram com a vida e então a maioria dos pais, tomam as decisões pelos filhos. E então os filhos se tornam completamente dependentes, e na verdade, nenhum de nos gostamos disto, e logo a situação se torna um tema de muitas culpas para ambas as partes.

Se eu estiver sempre animando os meus filhos a fazerem tudo que eles podem e querem fazer sem estar reprimindo o entusiasmo natural que existe neles, de modo que possam brilhar, prosperar e serem capazes de mostrar para mim e a si como eles próprios são capazes de se adaptarem à cada experiência física, então, todos nós ganhamos.

Encorajando meus filhos

Se eu encorajar os meus filhos através do meu exemplo de vida a ficarem conectados à Fonte de Energia do Bem Estar, eles permanecerão com a mente limpa; eles permanecerão otimistas; eles permanecerão entusiasmados. Eles permanecerão equilibrados; eles permanecerão flexíveis. Eles permanecerão em estado de graça. Eles permanecerão em estado de Bem Estar.

E eles farão escolhas realmente maravilhosas.

Eu os trato como se eles soubessem de tudo. Eu estimulo a sua habilidade nata de escolher, eu confie que, com o tempo, eles irão aprender como escolher cada vez melhor.

Eu os ensino, através da claridade do meu próprio exemplo, isto significa que eu jamais posso ensiná-los qualquer coisa, a menor coisa que seja, a menos que eu mesmo esteja conectado com a Fonte do Bem Estar.

Eu dou sempre a minha intenção dominante para com eles; de que quando eu estiver me sentindo no meu melhor, eu me aproximo e vibro com eles e sempre que não me sinta muito bem, ao menor desconforto, eu me distancio deles imediatamente.

Quando eles me fazem perguntas, por mais cabeludas que forem, eu os aplaudo, a cada uma delas, e se eu não souber a resposta, mesmo assim, eu vibro com as suas perguntas. E os deixo saberem logo cedo, desde pequenininhos que o conhecimento que eles buscam, e o bem que é natural a eles, virá infalivelmente de todos os lugares, e não apenas de mim.

Eu os encorajo a serem independentes de mim tão cedo quanto possível, de modo que eles possam descobrir a emoção de criar por si próprios.

Jamais irá lhes faltar palavras encorajadoras. Se eu tiver algum momento de dissabor com eles, engulo. Não falo sobre isto. Eu deixo que o desejo nascido deste dissabor, fique em minha mente à noite e vou dormir esperando acordar lembrando-me do desejo de estar feliz e em harmonia com eles.

Então, eu desenvolvo este desejo até que eu consiga visualizar um quadro perfeito do que eu sei que eles realmente desejam de verdade. Faço isto com relação a qualquer assunto. E, uma vez que eu tenha me familiarizado com este desejo, só então eu começo a me expressar pra eles.

Quando converso com eles, sempre falo o que eu sinto. Se não me sinto bem, não converso. Se eu sempre falo o que sinto e sempre converso apenas quando estou me sentindo bem, estarei abrindo um vórtice que me conecta com a Energia do Bem Estar e sempre jorra felicidade no nosso relacionamento.

Se eles, à medida que crescem, fizerem algo que me desagrada, e eu sentir que é minha tarefa corrigi-los, e no ato de eu só tentar fazer isto, com certeza sentirei uma poderosa emoção negativa em mim mesmo, porque eu sei que neste exato momento em que eu estou tentando ensinar meus filhos na vibração de falta, o meu Eu Interior não estará ali comigo. Eu aprendi a confiar no meu ‘sentir’ e só falar com meus filhos somente quando eu me sentir conectado a fonte do Bem Estar.

Já existem bastantes contrastes para eles lá fora, pra que eu ser mais um?

Eu os amo muito e quero de coração sempre lhes mostrar como é estar com uma pessoa que está, na maior parte do tempo, conectada ao âmago da Energia que cria mundos. Estou lhes dando um exemplo de quão bem o Universo responde a alguém que está vibratoriamente em harmonia com a Fonte do Bem estar.

Nunca foi necessário minha proteção
Nunca foi meu trabalho protegê-los ou preveni-los de alguma coisa, porque não há nada do que ser protegido a menos que eu mesmo torne aquilo parte da consciência deles. À medida que eles crescerem e começarem a interagir com os outros, haverá muita gente para passar esta informação para eles, e quando isto começar a acontecer, não procurei evitar. Nunca acharei que a conexão deles é frágil. Não é. Eles podem retornar à sua própria conexão com a fonte facilmente.

Digo sempre a eles que a conexão que eles estão gozando plenamente agora, e que eu também estou aprendendo ou reaprendendo e vivendo na maior parte do tempo, não é algo frágil. E que ninguém precisa proteger ninguém de nada. Basta conectar-se feliz a fonte e assim permanecer.

Uma coisa que é muito bom sempre se lembrar, e que cada criança, cada filho meu se beneficia muito mais do meu horário em período integral, onde existe todo tipo de coisas para eu mesmo colocar a minha atenção, requisitando a Energia através de mim mesmo, do que se eu tivesse longas tardes com nada para ocupar a mente e apenas mimar e paparicar meus filhos e a mim mesmo, porque eles se beneficiam muito mais da Energia que flui por de mim, é a minha felicidade o que é mais importante pra eles.

Por isso, quanto mais ocupado eu sou, não importa com o que seja, pode ser com a minha praia, com a minha cerveja gelada, com a minha vigem a Manaus, com meu carro novo, com meu mais novo desejo, quanto mais coisas eu tenha para pensar, mais decisões eu tenho para tomar e a cada dia mais Força Vital flui por mim e assim eu contribuo com a expansão de todo o universo.

Apreciar a mim mesmo…

- domingo, 27 de março de 2011

Cada momento da minha vida, dessa minha experiência aqui, nesse mundo feito de tempo, espaço e distância, é um grande prazer, é como um orgasmo sem fim, assim como é também para a fonte do Bem Estar.

Eu olho para o mundo ao meu redor sem nenhuma gota de preocupação, eu celebro toda e qualquer beleza, a toda sua leveza, a todo o seu esplendor de alegria.

Eu olho a minha vida, observo a minha volta e não me preocupo com nada, ao contrario eu festejo tudo e me divirto muito com a sua própria simplicidade e beleza.

Eu olho pro meu corpo e não me importo com as coisas momentâneas da vida, com as mudanças, com uma ruga que aparece, ou com uns quilinhos a mais, nada disso pra mim é importante.

Eu olho para mim mesmo e me adoro. Eu aprecio aquilo que é que eu sou AGORA, e com apenas isso, eu dissolvo rapidamente qualquer resistência que eu pudesse estar criando e me mantendo separado das coisas que eu quero muito nessa vida, até mesmo do meu corpo esbelto e da minha pele jovial.

Esta é a fórmula mágica que eu estive procurando por longos e longos anos de vida. Este é o segredo para a minha expansão. É a chave para a minha permissão.

É a chave para que eu consiga tudo o que eu sempre quis da vida. É a chave para a minha abundância, prosperidade e felicidade. É a chave para a minha própria energia vital.

O despertar de um novo dia

- domingo, 27 de março de 2011

Ao despertar, eu adoro trabalhar um pouco mais sobre o meu amor por mim mesmo, porque sem amar a mim mesmo em primeiro lugar, eu jamais poderei amar alguém ou alguma coisa. E ao compreender isso eu permito que tudo flua por mim, pelo meu maravilhoso corpo físico, e então eu estou conectado com quem realmente eu sou.

Procuro sempre o melhor de mim, jamais devo procurar encontrar falhas, isso furta de mim mesmo todo o meu valor e o meu amor próprio, o que é mais que preciso para eu mesmo poder apreciar esse mundo maravilhoso.

Ao me olhar no espelho pela manhã, sempre me pergunto: Ei você está ai? Diga-me tudo que você pensa sobre mim, esse ser físico, o seu avatar que agora está aqui despertando para um novo dia.

E sempre com certeza, eu sinto um amor tão grande, tão imenso que eu passo a sentir um prazer indescritível de viver, de estar aqui neste exato momento, e nisso eu sinto uma vontade enorme de sair e viver a cada coisa que me é apresentada; é o ar puro de uma bela manhã, é o canto dos pássaros, é o barulho e a brisa do mar, é tudo que me dá um imenso prazer de viver.

Agora sim! Depois de um maravilhoso despertar, eu posso me relembrar com muito mais firmeza que eu nunca me desliguei da minha fonte de Bem Estar, e que ela é tudo de bom que a vida pode me dar, e que jamais ela aceitará que eu me torne menor ou inferior do que eu já sou, e que eu evoluo e me expando a cada contraste que encontro, que basta eu me amar e aceitar que tudo estará bem comigo mesmo, e que eu só preciso me concentrar em estar na feliz expectativa de um dia melhor.

Então nada é impossível pra mim, tudo é apenas mais uma oportunidade de experimentar a infinita abundância e a inevitável prosperidade, tudo o que me leva a expansão de tudo, inclusive do próprio Universo.

O despertar para as Leis Universais…

- sábado, 26 de março de 2011

As Leis Eternas do Universo mantém firme promessa de expansão e de alegria. A compreensão das Leis vai despertar em você o conhecimento do seu propósito e seu próprio poder pessoal assim como você se lembra de como acessar o poder do Universo que cria mundos.

Sendo assim, é muito obvio e fácil de se observar que, qualquer pessoa sempre atrai para si a essência daquilo que lhe é semelhante a sua vibração, ao seu pensamento/sentimento, e que para ter o seu direito a sua liberdade de escolha que lhe é inerente, é preciso ser muito mais deliberado, e deliberar é dar foco ao que se quer experimentar, e que esse foco tem um tempo específico para colocar em fusão a energia que cria mundos, é verdade, existe um tempo apropriado para isso nesse mundo que é feito de espaço, tempo e distância, que é de aproximadamente 17 segundos, depois disso é preciso apenas permitir, e o que é permitir? É manter-se na alegria que o desejo em si, já trás no seu bojo, todo desejo trás consigo a alegria, a sua liberdade em permanecer na alegria de vislumbrar o futuro maravilhoso é a sua permissão, sua alegria visceral é a sua permissão mais profunda, aquela que provoca a manifestação e a materialização quase que instantânea desse seu desejo.

Se essa realidade tempo-espaço tem dentro de si, tem a capacidade de inspirar um forte desejo em você, é absoluto que esta realidade tempo-espaço tem a capacidade de render-lhe uma manifestação plena e satisfatória desse desejo. Isso é a Lei.

O que é o Vortex ou Vórtice?

- sexta-feira, 25 de março de 2011

É um redemoinho de emoções positivas de Bem Estar, que te coloca de volta no fluxo do Bem Estar do universo, e é você mesmo quem o provoca ao iniciar apenas um pensamento de alivio ao encontrar algum contraste ou problema em sua vida diária e assim persistir em continuar caminhando mentalmente, criando cada vez mais pensamentos que te façam subir na sua própria escala emocional, até você chegar ao sentimento de esperança, dai em diante você já estará sendo sugado pra dentro do seu vórtice, e ele ganha mais poder como um furacão sugando todos os recursos do Universo para materializar seus desejos ao você continuar de dentro dele a subir mais ainda na escala emocional e vendo e revendo tudo que você realmente já desejou ter na vida, até sentir um verdadeiro orgasmo de felicidade.

Para saber se eu estou entrando no meu vórtice é muito simples, eu só tenho que observar minhas emoções.

• Se eu preciso, eu não tenho. (vibração de falta) Ainda estou fora do vórtice.
• Se eu preciso compensar algo, eu ainda não tenho. (insegurança) Ainda fora.
• Se eu desejo ardentemente, talvez eu tenha. (alivio) Estou criando o meu vórtice.
• Se eu apenas estou bem, ainda não posso ter. (contentamento) Ainda o fazendo girar.
• Se eu estou esperançoso, eu estou a caminho de ter. (esperança) Estou sendo sugado pelo vortex.
• Se eu estou apreciando, eu já tenho o meu desejo. (felicidade) Dentro do meu vórtice.
• Se eu estou na expectativa alegre, eu já o tenho com certeza. (liberdade/poder) Estou girando na maior proporção possível o meu vórtice, para poder ser jogado pra fora e curtir entrar nele de novo, e de novo e mais uma vez, numa jornada de felicidade sem fim.