Um Desejo que Vale Milhões: Amigos Verdadeiros

19 de agosto de 2010 por
Publicidade

Podemos enumerar aqui milhões de desejos… e também desejos que valem milhões.

Contudo, em que patamar posicionamos este bem tão precioso: a amizade?

Porém peço cautela aqui….não me refiro a conhecidos….esses nós certamente temos às pencas.

Falo de amigos verdadeiros… destas criaturas que provavelmente não saíram de dentro da mesma barriga da qual nós saímos, mas que poderiam ser chamados de irmãos. Nossos irmãos de sangue poderiam ser esses amigos? Lógico que sim…eu próprio tenho a dádiva de ter como irmã a criatura mais doce, meiga, cheia de virtudes e amiga que poderia existir. O simples fato de te-la presente em minha vida já me torna um ser abençoado e comprova com a maior riqueza de detalhes imaginável a grandiosidade e a generosidade dessa Força Suprema que chamam de Deus.

Mas isso que denominam de amigos, ultrapassa corriqueiramente os laços de sangue. Trata-se de alguém que vibra no amor na nossa exata freqüência. É alguém que não nos causa qualquer constrangimento caso permaneça ao nosso lado no mais absoluto silêncio. Vibrações parelhas não necessitam de palavras para se fazerem sentir. Basta saber, conhecer e simplesmente amar e tudo se torna compreendido. Para que palavras se o outro é uma perfeita extensão de mim mesmo?

Quanto maior o número de palavras necessárias para nos fazermos entender por alguém, menor o grau de ligação, de união com aquela pessoa, tenham a mais absoluta certeza disso.

Amizade real também nos oferece a mais absoluta dispensabilidade de analistas, psicólogos e psiquiatras.

Temos todos esses profissionais reunidos em alguém que nos conhece e, além disso, nos ama. Basta um chamado, ou bem provavelmente nem mesmo isso será necessário, e essa pessoa estará ali em posição de auxílio, de esclarecimento, de elevação, de superação.

Amizade verdadeira nada exige em troca. Pelo simples fato de existir simetria e identidade de sentimentos, a expansão de um será inevitavelmente a expansão do outro. Não há trocas, há conjugação, há comunhão.

Quanto a desejar, quero incluir aqui o de que todos possam ter ao alcance da mão e do coração alguém para chamar de Amigo. Saibam que ser proprietários de fortunas, iates, mansões e frota de carros de luxo cairá no silêncio e no vazio caso nossa Alma não tenha o toque e o calor de outra Alma. Serìamos exatamente como um sino sem badalo.

Termino este texto, fazendo minhas as palavras de John Donne, Poeta Inglês:

“Nenhum homem é uma ilha, sozinho em si mesmo;

cada homem é parte do continente, parte do todo;

se um seixo for levado pelo mar, a Europa fica menor, como se fosse um promontório, assim como se fosse uma parte de seus amigos, ou mesmo sua;

a morte de qualquer homem me diminui, porque sou parte da humanidade;

e por isso, nunca procure saber por quem os sinos dobram,

eles dobram por ti.”

Pensem nisso…


  • Samantha

    Agradeço aos céus por te ter na minha vida. Te amo com toda a força do mundo!